VAMOS LIMPAR A PRAIA

2 de junho de 2007

 

No início da época balnear, a SEMENTE deixou-se levar pela onda e decidiu organizar a limpeza de duas praias no concelho da Póvoa de Varzim. Com o apoio da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, do Grupo SUMA e da LIPOR foi possível realizar a atividade no dia 2 de junho de 2007.

 

O ponto de encontro foi marcado para as 10h junto ao Hotel Novotel, na Póvoa de Varzim e, mesmo antes da hora prevista, já todos os Voluntários tinham chegado, revelando o enorme entusiasmo que sentiam por ser mais um dia de benfeitoria. Tendo como cenário o azul do mar, o murmúrio das ondas que embalavam e os raios do Sol, incrivelmente iluminados, os primeiros minutos foram dedicados ao gozo de todo o ambiente que se demonstrava ser muito convidativo.

Esta iniciativa teve como principal objetivo concentrar as forças numa ação de sensibilização em prol do ambiente e consciencializar a população veraneante para a importância da limpeza do areal e das águas.

 

Os 20 Voluntários que participaram nesta iniciativa, vestiram a camisola da SEMENTE, muniram-se com os equipamentos necessários para levar a cabo a atividade, nomeadamente luvas, bonés e sacos de cores diferentes para recolha seletiva dos resíduos e mergulharam na aventura da recolha dos resíduos espalhados pela praia. Os principais resíduos encontrados foram: pontas de cigarro, tampinhas de garrafas, cotonetes, copos de iogurte, papéis, pauzinhos de gelado, embalagens de plástico e de vidro, pedaços de redes de pesca, entre muitos outros.

 

Além da ação de limpeza da praia, esta iniciativa também permitiu refletir sobre os perigos que os resíduos representam para o ambiente costeiro e para os veraneantes. Com efeito, dada a dimensão que alguns resíduos apresentam, estes podem esconder-se na areia e provocar impactos negativos no ambiente, desde o aumento de incidências de doenças de pele, passando pela degradação da paisagem e até à alteração das cadeias alimentares dos seres vivos do meio marinho. Segundo a ONU (Organização das Nações Unidas), as pontas de cigarro e os resíduos de pequenas dimensões são o inimigo número um das praias de todo o mundo: “… ao contrário do que se pensa, este tipo de lixo é mais nocivo do que o lixo reciclável, pois os próprios animais confundem este tipo de resíduos com comida, e ingerem-os, o que pode provocar a morte”.

 

Após a labuta de alguns quilómetros os Voluntários recuperaram energias durante uma merecida pausa para lanchar, confraternizar e apreciar os resultados do esforço despendido na limpeza das ‘lembranças’ que alguns veraneantes teimaram em deixar na praia.

 

No final da iniciativa, todos os participantes aplaudiram e demonstraram interesse em concentrar esforços para futuras e novas iniciativas. Ficou lançado o desafio… Na verdade, o slogan “Praia Limpa… Voluntários Satisfeitos!” não podia ter sido melhor aplicado. 

 

 

<< voltar
Formato Verde